Viagens só com 30% das cadeiras cheias; suspeitos da Covid podem ser retirados

Fonte:

Nos 15 dias de “lockdown” decretados por ordem judicial em Cuiabá e Várzea Grande, viagens com embarque na região metropolitana para cidades do interior e vice-versa estão mantidas, apesar das barreiras sanitárias previstas na decisão. Presidente do Setromat, sindicato que articula 7 empresas concessionárias do serviço de transporte intermunicipal em Mato Grosso, Júlio César Sales Lima, explica que os carros só poderão viajar com 30% de cadeiras ocupadas.

Álcool em gel deve ser disponibilizado para todos os passageiros, na entrada dos carros e no percurso, caso queiram. Além disso, ninguém embarca sem máscaras. A novidade é que a temperatura de todos, incluindo motorista, será medida na porta dos ônibus, no início da viagem. E há a possibilidade dos ônibus pararem nas barreiras de controle de entra e sai nas duas cidades.

Sobre os casos de passageiros com suspeita de Covid-19 surpreendidos viajando nesta pandemia, o procedimento será o mesmo adotado pela PRF até agora. Serão retirados do veículo e encaminhados à unidade de saúde na cidade mais próxima. Porém o empresário ressalta que o momento é de muita dúvidas, os testes rápidos não são confiáveis e muita gente não sabe que está doente, por isso transitam e não necessariamente por má fé.

Matéria continua após a publicidade

O empresário, que é dono das viações Rubi e Rápido Chapadense, afirma que a venda de passagens caiu 60% assim como o faturamento das concessionárias do setor e que as pessoas só têm viajado em caso de necessidade.

Fonte: RD News