Respirador mecânico produzido em Rondonópolis ao custo de R$ 1,7 mil será testado em hospital

Fonte:

A pandemia do novo coronavírus paralisou as aulas e parte das atividades presenciais da Universidade Federal de Rondonópolis, na região sul do estado. Mas os trabalhos na universidade não pararam devido ao combate à doença. Professores e alunos do Instituto de Ciências Agrárias e Tecnológicas da UFR construíram um ventilador mecânico.

Segundo o diretor do Instituto de Ciências Agrárias e Tecnológicas, Heinsten Leal , um ventilador como essa custa, em média, R$ 1,7 mil. A produção está sendo financiada pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Esse é o terceiro protótipo. O equipamento já está pronto para ser testado na Santa Casa de Rondonópolis.

Matéria continua após a publicidade

O mesmo departamento está produzindo 100 máscaras de acrílico por semana, com materiais e mão de obra própria.

O mesmo departamento Os cursos de enfermagem e medicina também se uniram na luta contra o vírus. Os alunos de enfermagem tiveram a formatura antecipada e a cerimônia foi pela internet.

Além disso, os alunos estão produzindo álcool em gel 70%.

Outro trabalho feito pela universidade no combate ao coronavírus são os exames da Covid-19 em pacientes de Rondonópolis e mais 19 municípios vizinhos.

O professor de medicina da UFR, Bruno Carneiro, responsável pelo laboratório, disse que já testou 1.300 amostras, desde que começou a funcionar, em abril deste ano.

No dia 6 de julho o calendário de aulas da UFR será retomado, mas de forma virtual. Os estudantes que são considerados de baixa renda devem receber um auxílio de R$ 50 para contratar pacotes de internet.

Fonte: G1 MT