Reabertura do comércio tem máscaras e retomada de movimento nas avenidas

Fonte:

A retomada, em parte, do comércio cuiabano nesta segunda-feira (27) aumentou o número de pessoas circulando, principalmente pelo Centro de Cuiabá. O site Olhar Direto flagrou um aumento no uso de máscaras. Porém, o número de veículos, apesar de já ser maior, ainda não chega perto do que ocorre em dias normais.

No Centro de Cuiabá, as lojas que foram autorizadas a abrir as portas novamente seguiram, em sua maioria, as recomendações passadas pela Prefeitura de Cuiabá. Nas portas, funcionários passavam álcool em gel nas mãos dos clientes e fiscalizavam o uso das máscaras, que passou a ser obrigatório.

Matéria continua após a publicidade

Um dos problemas verificados nesta volta, e que já vinha ocorrendo antes, é o desrespeito ao distanciamento mínimo de 1,5 metros entre as pessoas. Um dos locais onde isso mais acontece é nas agências da Caixa, onde a população tem ido para fazer o saque do auxílio emergencial.

Nas principais vias de Cuiabá, o movimento de carros aumentou um pouco, mas ainda é bem abaixo do que se vê normalmente. Como muitas empresas ainda seguem em home office, caso também dos servidores públicos, a circulação dos veículos ainda é pequena.

Em imagens feitas pelo repórter fotográfico Rogério Florentino, é possível observar que o movimento de veículos, entre às 11h e 12h, continua bem abaixo do normal.

Decreto

Nesta primeira etapa, o decreto nº 7.886, assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro, estabelece o retorno apenas do comércio varejista e atacadista. Segundo o documento, os integrantes dessas áreas têm permissão para abrir no período das 10h às 16h. Para o setor de gêneros alimentícios, o horário determinado é de 6h30 às 21h, com exceção de padarias, que continuam com funcionamento das 6h às 19h.


Além disso, nas lojas de conveniência localizadas em postos de combustível e nas distribuidoras de bebidas, o atendimento deve ser feito de segunda a sexta-feira, das 08h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados, das 08h às 13h.

A segunda fase do plano estratégico terá início no dia 4 de maio, com a retomada das atividades de prestação de serviço, no horário das 8h às 14h. Fazem parte desse grupo estabelecimentos como salões de beleza, empresas de estética, clínicas, chaveiros, limpeza, escritório de contabilidade e advogacia, entre outros. Posteriormente, no dia 11 de maio, é a vez do segmento industrial voltar a operar, durante três dias da semana, das 6h às 16h.

Os shoppings centers, restaurantes, bares, lanchonetes e congêneres, academias, clubes e similares têm previsão de retorno, a partir do mês de maio, mediante a autorização de um novo decreto com normas próprias para o setor. Igualmente, as atividades de ambulante e congênere, a abertura ou realização de feiras livres e exposições em geral, entre outras que ocasionem aglomeração de pessoas, continuam proibidas.

Confira outros vídeos:

Fonte: Olhar Direto