Quatro padres e uma enfermeira são feitos reféns e torturados durante assalto a seminário em MT

Fonte:

Quatro padres e uma enfermeira foram feitos reféns e torturados durante um assalto ao seminário São Luiz, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, na noite dessa sexta-feira (10). Quatro suspeitos foram presos no local do crime, outro durante tentativa de fuga e um fugiu.

A Polícia Militar de Mato Grosso registrou que as vítimas relataram que foram espancadas e torturadas durante o assalto. Elas contaram ainda que tiveram que passar os dados bancários e senhas de celulares aos ladrões.

Os reféns, segundo a polícia, foram resgatados com várias marcas de espancamento e estavam em estado de choque quando a polícia chegou no seminário.

Matéria continua após a publicidade

Um dos padres tem mal de Parkinson e outros problemas de saúde. Ele estava acamado e também foi mantido em cárcere, junto com a enfermeira, durante a ação dos criminosos.Carra foi recuperado pela polícia — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Carra foi recuperado pela polícia — Foto: Polícia Militar / Divulgação

No local, os policiais encontraram quatro homens armados que mantinham os reféns presos, enquanto outros dois fugiam com dois carros roubados do seminário. A suspeita é que os veículos seriam levados para a Bolívia para serem trocados por drogas.

A polícia informou que, na fuga com os veículos, os dois integrantes do grupo furaram duas barreiras policiais na BR-174. Um estava em um carro de passeio e outro em uma picape.Picape roubada de seminário foi recuperada após ser abandonada — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Picape roubada de seminário foi recuperada após ser abandonada — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Durante a perseguição policial, o motorista da picape abandonou o veículo e fugiu a pé. Já o outro foi preso após perder o controle do carro e capotar às margens da estrada.

Ao checar o endereço dos carros, a polícia conseguiu chegar até o seminário, onde as vítimas eram mantidas em cárcere.

No local, os policiais conversaram com os criminosos para libertar as vítimas. Após negociação, três suspeitos se entregaram e um, que mantinha a cuidadora e um dos padres reféns em outro cômodo do seminário, tentou fugir, mas também foi preso.Arma e objetos dos suspeitos foram apreendidos — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Arma e objetos dos suspeitos foram apreendidos — Foto: Polícia Militar/Divulgação

O grupo foi encaminhado à delegacia. A polícia também apreendeu armas usadas no crime e objetos pessoais dos suspeitos. O suspeito que dirigia com a picape ainda não foi localizado.

Os dois veículos do seminário foram recuperados, sendo um deles levado para o pátio devido aos estragos causados pelo acidente.