Prefeitura pode determinar toque de recolher e rodízio de veículos nesta segunda

Fonte:

Com o maior número de casos, segundo o último boletim da secretaria de Saúde de Mato Grosso – 60 dos 112 casos confirmados da covid-19 –  o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou em entrevista na CNN Brasil, neste sábado (11), que o toque de recolher e o rodízio de veículos circulando na cidade pode ser adotado.

“Na segunda-feira (13),eu vou me reunir com a equipe técnica para receber o relatório que vai me dizer se vai ser necessário um rodízio para conter a proliferação de veículos. Também vou ter dados técnicos para decidir como estão alguns bairros em Cuiabá que parece que a população está curtindo férias, aglomerando pessoas nos mini estádios nos barzinhos, fazendo festinhas. O toque de recolher espero que não seja necessário, mas, poderá ser feito por bairro e por região” constatou Emanuel Pinheiro que já detectou as áreas problemáticas com o monitorando dos bairros da cidade.

Pinheiro admitiu que o sistema de saúde da Capital, assim como o resto do mundo, não estava preparado para este tipo de caos provocado pelo coronavírus,. “O fantasma, a  assombração do caos, do colapso, ameaça a todos, O mundo não estava ´preparado para a pandemia e no Brasil, Mato Grosso e Cuiabá, não pode ser encarado de forma diferente. Não somos uma ilha, isolados”, admitiu o prefeito destacando que as medidas tem que ser adotadas enquanto os casos estão aumentando.

Matéria continua após a publicidade

Além do novo coronavírus que passou a ser prioridade, o combate a dengue, chikungunya e zika, estão entre as demandas do sistema de saúde normal e da urgência e emergência do Pronto Socorro Municipal que continuam.”Paralelo a esta demanda, você tem que construir um sistema quase que, do dia para a noite, para combater o nosso inimigo invisível, a covid-19”, afirmou Pinheiro,

O plano de contingência  da covid-19, a prefeitura está preparando a base do sistema  de saúde para a fase da mitigação da pandemia. “O antigo Pronto Socorro de Cuiabá vai ser o hospital referência com 109 leitos de UTIs, somados ao Hospital São Benedito e à UPA Verdão, serão 353 leitos. Sem contar o do Estado”, contabilizou o prefeito. Cuiabá tem três Unidades de Pronto Atendimento (UPA), 72 unidades básicas e quatro policlínicas.

Fonte: PNB Online