VG avalia pedir a Bolsonaro implantação de hospital de campanha

Fonte:

Diante do agravamento da covid-19 em Mato Grosso, o município de Várzea Grande avalia pedir nos próximos dias ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a construção de um hospital de campanha na cidade. A ideia de construir uma unidade provisória vem desde março, segundo informação confirmada com a Secretaria de Comunicação do município.

No entanto, naquele momento a situação da doença não era crítica em Mato Grosso e os hospitais davam conta de atender as pessoas que chegavam com sintomas da covid-19.

Vale ressaltar que o município também contava com a ampliação feita pelo governo no Hospital Metropolitano, localizado na região do Cristo Rei. A expectativa era de que a unidade conseguisse atender a demanda de pacientes.

Matéria continua após a publicidade

Mas, a situação se agravou e para conter o avanço da doença a cidade entrou em quarentena coletiva decretada pela Justiça desde a última quinta-feira (25). Um dos articuladores para a construção é o senador Jayme Campos (DEM), que goza de bom trânsito em Brasília e tem boa articulação com o governo federal.

Com o quadro estável, as conversas não evoluíram. Mas diante do atual cenário, o município estuda retomar o diálogo e pedir a construção de uma unidade ao Ministério da Saúde. Os hospitais de campanha foram construídos em diversos estados brasileiros para dar conta de atender as pessoas que buscam o serviço de saúde por meio do SUS.

Segundo a prefeitura, a cidade tem 981 casos confirmados, 101 pessoas morreram por conta da doença, 98 estão internadas, 525 estão em isolamento domiciliar. Outras 257 pessoas já se recuperaram da doença. A cidade informou que já não há mais vagas nos hospitais para atender aos doentes com a covid-19.

Fonte: Gazeta Digital