Terceiro suspeito de latrocínio de servidora se apresenta à DERF

Fonte:

Maikon Douglas Alves dos Santos conhecido por ‘Sujeirinha’, se apresentou nesta quarta-feira (10), na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande. Ele é acusado do latrocínio da servidora pública e ex-candidata a vereadora por Várzea Grande,  Sandra Regina de Siqueira Travaina.

Maikon tem quatro registros criminais por roubos e furtos. Em novembro de 2018, foi preso por arrombamento de caixa eletrônico, na cidade de Pedra Preta.

O suspeito Jordão Rodrigues Neto se apresentou na tarde de terça-feira (09), na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande, e teve um mandado de prisão cumprido.

Matéria continua após a publicidade

Jordão assim como seu comparsa André Luiz Gomes, 20 anos, conhecido por “neguinho”, que foi preso em Cáceres (225 km a Oeste), na noite do dia 7 de julho, confessou a participação no crime, alegando que a intenção era apenas roubar e não matar a servidora, que acabou alvejada após buzinar alto o automóvel, em que estava.

O inquérito deverá ser concluído até esta semana sexta-feira, 12 de julho.

Entenda o caso 

Sandra Siqueira Travaína  foi abordada por marginas, por volta de 23 horas de terça-feira (2), quando chegava em casa. Ao ser abordara pelos assaltantes, começou a buzinar, para que o marido abrisse o portão da residência. No banco de passageiro, estava a sua filha, de 16 anos;  e, na traseira, a irmã dela.

Então, um dos assaltantes se aproximou e entrou junto com o veículo na casa. Ele bateu no vidro do carro, usando uma arma, e anunciou o assalto. Como Sandra não abriu o vidro, o ladrão disparou e fugiu. O tiro atingiu o rosto da vítima, entre a boca e o nariz, que foi socorrida e morreu no PSM.

Sandra   Travaína era servidora pública da Secretaria Municipal  de Desenvolvimento Econômico e, em 2016, disputou uma cadeira na Câmara de Várzea Grande, ficando na suplência.

Fonte: Cuiabano News