Sete são presos por desacato e desobediência em manifestação em VG

Fonte:

Uma manifestação em cobrança por asfalto e saneamento básico gerou tumulto, aglomeração e prisões, no bairro Vitória Régia, periferia de Várzea Grande. Ao todo, segundo a Polícia Militar, sete pessoas foram conduzidas à delegacia por desacato, desobediência e insulto aos policiais que estavam tentando conter a situação.

Com faixas de protestos e muita gritaria, os moradores do bairro fecharam uma das principais vias e estavam impedindo a passagens de pessoas e veículos. A aglomeração, filmada e colocada nas redes sociais, vai na contramão de tudo que pede o Ministério da Saúde.

Matéria continua após a publicidade

Em pleno período de pandemia por conta do coronavírus, onde o tumulto de pessoas é proibido, as pessoas desrespeitaram todas as ordens e foram às ruas. Sem máscaras e proteção, a população gritava e buzinava.

Quando os policiais chegaram para dispersar a população, vários se exaltaram e foi preciso chamar reforço para conter todos que estavam contra a presença da polícia. Segundo oficial de área do 4º Batalhão PM, pelo menos sete pessoas foram levadas para se explicarem sobre o desrespeito com os militares e o impedimento do direito de ir e vir de quem precisa passar pelo bairro.

O nome dos envolvidos não foi revelado, porém todos terão que se explicar ao delegado de plantão. Segundo os policiais, o motivo da manifestação seria porque um empréstimo pleiteado pela Prefeitura da cidade corre risco de não ser aprovado.

O vereador Ivan dos Santos Oliveira (Solidariedade), relator do processo de empréstimo, emitiu parecer contrário ao Projeto de Lei 12/2020, que visa autorizar o Poder Executivo a fazer um empréstimo de R$ 50 milhões para obras de saneamento básico e pavimentação asfáltica.

Segundo o vereador, o motivo de votar contra seria a vida futura da economia da cidade. Devido a pandemia, Várzea Grande corre muitos riscos de sofrer economicamente e, seguindo a orientação do Ministério Público, ele votou por arquivar o pedido de empréstimos. “Não é a hora”, resumiu o vereador.

Esse seria o gatilho para a população esquecer o momento de pandemia e ir às ruas. Segundo projeto da prefeita Lucimar Campos (DEM), bairro como Vitória Regia, Figueirinha, Água Vermelha, Pirinéu e Gonçalo de Barros seriam alguns beneficiados com o asfalto e saneamento.

A reportagem tentou falar com o presidente do bairro Vitória Régia, mas o telefone estava desligado.

Fonte: Olhar Direto