Secretário de Mauro não resiste a Covid e morre em hospital de Cuiabá

Fonte:

O presidente da Fapemat (Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso), Adriano Silva, morreu há pouco em Cuiabá. A informação foi confirmada pela equipe de comunicação do Governo do Estado.

O quadro se agravou hoje, quando sofreu duas paradas cardíacas. Na terça-feira, ele estava consciente e chegou a dar entrevistas falando sobre a doença alegando estar com dificuldades para respiração.

Durante a tarde de hoje, o quadro piorou e Adriano Silva foi transferido em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Aérea para a Clínica Femina, em Cuiabá. Todavia, sofreu outras quatro paradas cardíacas.

Matéria continua após a publicidade

Numa delas, ele teria ficando cerca de 15 minutos em estado de morte e só depois conseguiu ser reanimado pelos médicos. Após a luta, ele acabou não resistindo.

Esta é a 80 morte provocada pela pandemia. Até agora, são 3.029 casos confirmados.

Adriano Silva iniciou sua carreira política como reitor da Unemat no início desta década. Em 2014, disputou uma cadeira na Assembleia Legislativa pelo PP e ficou como 1º suplente, assumindo a cadeira por alguns meses.

Já em 2018, se filiou ao DEM e tentou uma vaga na Câmara Federal. Recebeu cerca de 30 mil votos e não se elegeu ficando novamente na suplência.

Porém, o governador Mauro Mendes o nomeou como presidente da Fapemat, cargo que ganhou “status” de secretário recentemente. Ele era pré-candidato a prefeito de Cáceres neste ano.

O governador Mauro Mendes e a primeira-dama Virginia Mendes lamentam profundamente o falecimento do amigo e gestor e prestam condolências aos familiares.

Fonte: Folhamax