Praça do Centro Histórico será entregue à população em agosto

Fonte:

Em breve mais uma praça que vai valorizar o Centro Histórico da Capital será entregue à população. A Prefeitura de Cuiabá deverá entregar, até o dia 10 de agosto, a obra da Praça Doutor Alberto Novis, localizada entre as Ruas Campo Grande e Sete de Setembro. A requalificação do espaço público faz parte do conjunto de 16 ações aprovadas para Cuiabá pelo do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Cidades Históricas), atual “Agora é Avançar” do Ministério da Cultura. A obra está sendo feita em parceria com o Instituto do Patrimônio Nacional (IPHAN).

Atualmente, mais de 90% das obras de requalificação foram concluídas. O local vem recebendo a intervenção há pouco mais de cinco meses, obedecendo ao cronograma de reforma que, na sequência, irá para a Praça Caetano de Albuquerque, finalizando com a Escadaria do Beco Alto. A obra é financiada pelo Governo Federal e recebe um investimento de R$ 206.408,97, aprovado pelo Ministério da Cultura.

Para a Prefeitura de Cuiabá, as praças do Centro Histórico são referências fortes que precisam ser preservadas, pois retratam períodos importantes da história da construção da cidade. Para isso, o prefeito Emanuel Pinheiro e sua equipe de governo têm elaborado vários projetos que contemplam a região central, utilizando de parcerias institucionais, privadas ou mesmo com recursos próprio.

Matéria continua após a publicidade

“Somente na região central foram entregues, até o momento, cerca de cinco praças, que já estão mudando a paisagem da cidade. Esta parceria com o IPHAN nos estimulou e aumentou o nosso desejo de transformar o centro da cidade. Pretendemos oferecer aos frequentadores, antigos e novos, um espaço restaurado, bonito, confortável e seguro para a população. Dessa forma, transformamos esses locais em verdadeiros cartões postais, adequado ao fluxo de pessoas de hoje em dia”, ressaltou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Desde o início do processo de requalificação das praças, que começaram fevereiro, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano vem trabalhando incansavelmente, para concluir os serviços. Algumas dessas praças precisaram passar por readequações no projeto, como é o caso da Escadaria do Beco Alto.

A Praça Alberto Novis passou pelo mesmo processo que as outras praças e sob todas as normas exigidas pela entidade federal. Começando pela demolição, depois análise arqueológica, concretagem, aplicação de pisos e lâmpadas, até chegar à etapa final de reconstrução e o paisagismo. Entre os serviços realizados, a praça deverá ganhar uma espécie de “vitrine”, que irá mostrar o que foi revelado durante as escavações, como o piso de quartzo branco, ladrilhos do antigo casarão, cerâmicas e moedas de séculos passados, entre outros materiais encontrados.

“Essa obra, assim como as demais, está sendo realizada com recursos federais. Além disso, ela demanda um pouco mais de cuidado. Durante a execução, os trabalhos nos revelou uma serie de registros históricos, o que retardou um pouco seu processo de finalização. Agora, entramos na fase final e estamos satisfeitos com o resultado. Acredito que essa será uma das praças mais bonitas do Centro Histórico. Entregando ela, vamos para a Praça Caetano de Albuquerque e concluímos as obras com Escadaria do Beco Alto”, resume o secretário Juares Samaniego.

As 16 ações do Programa, na Capital foi concedido ao Município sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, que por se tratar de obras de espaços públicos urbanos repassou estas cinco requalificações patrimoniais à Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano.

Resumo histórico do local

Nesse local, existia o casarão da Dona Euphrosina Hugueney de Mattos.  Na parte de baixo chegaram a funcionar algumas lojas. O casarão, chamado “Casa Euphrosina”, foi por muito tempo uma loja muito refinada, onde eram vendidos produtos importados. Depois foi sede do jornal “O Social Democrata” e era ainda o local em que Filinto Muller atendia todas as pessoas que o procuravam, quando vinha à Cuiabá. No espaço, também funcionou o Armazém Amui e outros comércios. Em 1970, a casa ficou abandonada e com o passar dos anos começou a ruir, dando surgindo à pracinha.

O nome da praça foi dado ao Doutor Alberto Novis a partir da Lei 1.315/73, em homenagem aos inúmeros serviços prestados à população. Novis viveu por anos na Rua Voluntários da Pátria em frente a atual Secretaria de Estado de Turismo. Apesar de surdo, foi o primeiro médico otorrinolaringologista com especialização em Mato Grosso, prestando grandes serviços à população cuiabana. Ele também foi o primeiro Deputado do Estado de Mato Grosso (1908 a 1912) e publicou diversos artigos, sendo reconhecido também como jornalista.

Fonte: Da Redação