Polícia Militar lamenta o falecimento do cabo PM Benedito Alvarenga

Fonte:

O Comando Geral da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso lamenta com enorme pesar o falecimento do policial Cabo Benedito Cassiano Alvarenga, de 98 anos, ocorrido na noite desta sexta – feira (13), na cidade de Rio Verde, em Mato Grosso do Sul.

Cabo Alvarenga nasceu na cidade de Coxim em 1923. Ele faz parte da história da corporação da qual ingressou em 1950, atuando com bravura na PMMT. O policial que já havia lutado na 2º Guerra Mundial, também serviu com coragem à sociedade mato-grossense.

Durante confronto na fronteira com o Paraguai, em Mato Grosso do Sul, o militar foi atingido por vários tiros, um no peito e outro no braço, conseguindo revidar a agressão, evitando que outras pessoas fossem feridas e socorrendo os companheiros de farda.

Matéria continua após a publicidade

Mesmo com o ato heroico do policial, dois militares acabaram morrendo devido à gravidade dos ferimentos.  O confronto também deixou sequelas fazendo o militar se aposentar precocemente.

Em dezembro de 2019, o comandante geral da PMMT, coronel Jonildo José de Assis foi até a cidade de Rio Verde para homenagear o cabo Alvarenga, após saber pela família do policial que ele sonhava em voltar a vestir a farda da instituição no dia do seu aniversário.

Além de voltar a vestir a farda da PM, após tanto tempo, Benedito Alvarenga recebeu das mãos do Comando da Polícia Militar a honraria, medalha Tenente Neteslau – Mérito Sangue de Mato Grosso.

Cabo Alvarenga era viúvo. Foi casado por 44 anos com dona Carmélia Duarte Alvarenga, com quem teve oito filhos. Ele tem 12 netos e 20 bisnetos. A Polícia Militar externa os pêsames aos familiares e amigos pela irreparável perda.