PM segue em busca do ex-cabo que fugiu de batalhão da Rotam

Fonte:

Polícia Militar (PM) continua em busca do paradeiro do ex-cabo Helbert de França Silva, que fugiu do batalhão das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) na tarde de domingo (6). Ele estava preso acusado de comandar um grupo de extermínio que matava alvos sob encomenda.

Cartaz feito pelo serviço de inteligência da PM está espalhado em grupos de policiais militares de todo o estado e a instituição realiza diligências para capturá-lo. Helbert foi condenado a 105 anos de prisão e estava detido desde o dia 11 de junho deste ano. Ainda existem ações contra o ex-cabo que não tiveram julgamento.

No dia da fuga, equipes da PM o procuraram em áreas no entorno do batalhão, endereços de parentes e em outros locais, mas o ex-militar não foi localizado. Sindicância interna apura o caso, com acompanhamento da corregedoria da instituição.

Matéria continua após a publicidade

De acordo com as investigações do Ministério Público Estadual (MPE), o grupo ‘Os Mercenários’ era formado por aproximadamente 6 policiais, além de civis, que se associaram em estrutura ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas. Eles tinham como objetivo obter, direta ou indiretamente, vantagens de qualquer natureza, mediante a prática de infrações penais.

Integrantes do grupo possuíam aparato para cometer crimes, como armamento sofisticado, rádio amador, silenciador de tiros e diversos carros e motocicletas com placas frias. Estima-se que dezenas de pessoas tenham sido vítimas do grupo.

Quem souber o paradeiro do ex-policial pode fazer a denúncia sob a segurança de sigilo absoluto pelos números 0800-653939 e (65) 99987-0349.

Fonte: Gazeta Digital