Menino de 4 anos cai de janela de prédio em cima de carro do vizinho

Fonte:

Um menino de 4 anos caiu da janela de um apartamento, que fica no 1º andar, em cima de um carro no térreo, no prédio onde estava sob os cuidados de uma jovem, amiga de sua mãe, na manhã deste sábado (07) no bairro Jardim Terra Rica, em Sinop (500 km da Capital).

Uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros foi acionada e prestou atendimento de primeiros socorros à criança, que preliminarmente, tinha sofrido apenas escoriações pelo corpo. Mas a vítima foi encaminhada ao Hospital Regional para cuidados médicos específicos e exames que irão verificar se o menino sofreu algum trauma ou fratura interna.

O Conselho Tutelar foi comunicado sobre o fato e acompanhou a criança em todos os procedimentos necessários ao caso, ficando temporariamente responsável pelo menor.

Matéria continua após a publicidade

Duas vizinhas do apartamento foram quem encontraram o menino caído na área do prédio. Elas relataram à Polícia Militar (PM) que por volta das 09h escutaram gritos vindos do apartamento e que logo em seguida perceberam ‘algo’ caindo do andar de cima sobre o carro e em seguida no chão.

Ao saírem para verificar o que tinha acontecido, as vizinhas encontraram o menino caído no pátio do prédio.

Os militares tentaram contato com a responsável pelo menos, porém, não foram atendidos no apartamento.

Pouco depois, a PM recebeu informação que a mãe do menino e a amiga apareceram no prédio, onde tomaram conhecimento sobre o fato.

Aos militares a mãe do garoto disse que havia deixado o menino com a amiga na noite anterior para ir a uma festa da faculdade e que tinha combinado de buscar o filho às 09h, porém, ao tentar contato às 09h13, não teve retorno e foi procurar pela jovem na faculdade.

Já a dona do apartamento relatou que o combinado era que a mulher buscasse o filho no início da manhã, já que havia avisado que às 09h teria uma prova na faculdade e não poderia voltar. Como a mãe da vítima não havia aparecido até às 08h55, ela disse ao garoto que precisaria dar uma saída, mas que voltaria logo, momento em que saiu e deixou o garotinho preso em casa.

Ela explicou ainda que retornou às 09h20, quando soube pelas vizinhas o que tinha acontecido.

As acusadas, de 21 e 25 anos, foram encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil, onde foram ouvidas pelo delegado e ficaram à disposição da Justiça e procedimentos cabíveis ao caso.

Fonte: Repórter MT