Idosa de 81 anos é vítima de Covid-19 após não conseguir leito de UTI por falta de resultado de exame

Fonte:

A idosa Antônia Antunes, de 81 anos, é a 11ª vítima da Covid-19 em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Ela morreu no dia 26 de maio, mas o exame realizado na paciente ficou pronto nessa sexta-feira (29).

A reportagem procurou a Secretaria Estadual de Saúde (SES) para saber o motivo da recusa de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para a idosa. Conforme a SES, a conduta para internação de pacientes com coronavírus não condiz com os protocolos técnicos seguidos pelas unidades estaduais, que podem ser acessados neste link: http://www.saude.mt.gov.br/informe/581 . Para a Central de Regulação apurar os fatos, é necessária uma análise individual dos casos e não é possível fazer a checagem do sistema sem o número do Cartão Nacional do SUS (CNS) dos pacientes.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, a idosa morava no Bairro Costa Verde e deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Ipase no dia 24 de maio apresentando fraqueza, cianose, hipocorada, sonolenta, hiperglicemia, esforço respiratório, hipotermia, apática, extremidades frias.

Matéria continua após a publicidade

No dia 25, já em estado gravíssimo e mesmo com avaliação clínica para Covid-19 e solicitação para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), foi recusada pela Central de Regulação, por não ter exame que confirmasse a doença, o que só aconteceu três dias após o óbito.

Ainda de acordo com a secretaria municipal, o mesmo fato aconteceu com a idosa Maria Doroteia Mendes, que morreu no dia 25. A Central de Regulação não aceitou disponibilizar um leito de UTI para a idosa porque o exame não havia ficado pronto.

Conforme boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) na tarde dessa sexta-feira, em Mato Grosso já são 57 mortes em decorrência da doença e mais de 2,2 mil casos conformados de Covid-19.