Emanuel pode antecipar horário do toque de recolher em Cuiabá

Fonte:

Após recomendação do Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) para que Cuiabá implemente o lockdwon, que é o fechamento total, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) disse que nenhuma medida está descartada para a Capital. Neste sentido, o gestor ainda apontou que estuda antecipar o toque de recolher no município para que a restrição de circulação possa ter início a partir das 19h.

O apontamento de Pinheiro foi feito no Fórum de Várzea Grande, onde o prefeito participa de audiência para decidir se irá aderir à recomendação do MPMT ou não. Antes de entrar na reunião, o gestor frisou que a antecipação do toque de recolher é a medida até então mais cotada pelo governo municipal. O encontro é realizado a portas fechadas na tarde desta sexta-feira (19).

Divulgação
WhatsApp Image 2020-05-28 at 10.39.55.jpeg

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB)

Pinheiro assegurou que a atualização de horário no toque de recolher está subordinada ao comportamento da população, que teria apresentado bom desempenho desde que o município aderiu a medida no último domingo (14). Hoje, a restrição de circulação na Capital tem início às 22h30, mas com a mudança poderá passar a valer a partir das 19h ou 20h.
Matéria continua após a publicidade

“O que nós estamos estudando em Cuiabá é para partir de segunda-feira ou terça-feira antecipar o toque de recolher, seria para as 19 horas ou 20 horas. E com isso manter as medidas de segurança bem rígidas, o distanciamento social e os horários reduzidos e ajustando para conscientizar cada vez mais a população”, acrescentou o gestor.

Apesar de admitir a possibilidade de implementar ações mais enérgicas na capital mato-grossense, o prefeito argumentou acreditar que neste momento o ponto mais importante está ligado à ampliação de leitos para atendimento de pacientes com a Covid-19, o coronavírus.

Recentemente, Cuiabá desabilitou 60 leitos exclusivos para pacientes com a doença. Estas unidades foram redirecionadas para atenderem a pessoas com outras condições médicas. Contudo, a prefeitura assegurou que a partir da próxima semana a Capital contará com, no mínimo, 20 novas UTIs exclusivas para a população infectada.

A expectativa em torno da audiência desta tarde segue alta, uma vez que o encontro pode resultar em novos decretos com determinações mais rigorosas por parte da prefeitura diante da contenção do curso da pandemia em Cuiabá – que é líder em contágio e mortes pela Covid-19 em Mato Grosso, como apontam dados da secretaria de Estado de Saúde.

Fonte: Hipernotícias