Em 3 meses, TCE-MT e MPC registram mais de 44 mil procedimentos no teletrabalho

Fonte:

Em três meses de implantação do teletrabalho, o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) e o Ministério Público de Contas (MPC) realizaram mais de 44 mil procedimentos. A produtividade dos órgãos é avaliada no período de 18 de março a 18 de junho.

O presidente do TCE-MT, conselheiro Guilherme Antônio Maluf, afirmou que os números registrados em três meses de teletrabalho confirmam que a Corte de Contas intensificou os trabalhos no período de pandemia do novo coronavíus (Covid-19).

“Os números mostram que os conselheiros, servidores e colaboradores do TCE-MT entenderam a importância de intensificar o trabalho para poder fiscalizar os atos e orientar gestores estaduais e municipais. O Tribunal de Contas não parou, pelo contrário. A nova realidade é o teletrabalho”, afirmou o presidente.

Matéria continua após a publicidade

O Procurador-geral de Contas Alisson Carvalho de Alencar, ressaltou que, a exemplo do que ocorre no próprio TCE-MT, todos os servidores têm entendido a relevância de trabalhar duro durante esse difícil momento pelo qual vive nossa sociedade.

“Todos nós do Ministério Público de Contas acreditamos que temos a missão de contribuir na proteção da saúde das pessoas. Seja na adaptação da nossa atuação em teletrabalho, o que vem dando certo, pois nossa produtividade prossegue em altos níveis, na quantidade e na qualidade. Bem como, em nossa missão constitucional, que faz parte do DNA da nossa instituição: fiscalizar os recursos públicos. Essa fiscalização segue na emissão de pareceres e na atuação proativa do MP de Contas, que durante a pandemia foi reforçada”, afirmou.

Nos exatos três meses de trabalho remoto, foram contabilizados 44.183 atos técnicos e administrativos efetuados pelo corpo funcional do TCE-MT e MPC. A produtividade do corpo técnico registrou 16.643 atos, do corpo de gestão 15.092 e do corpo deliberativo 12.448 atos.