Cuiabá já tem quase 200 infectados, mas situação ainda está sob controle; confira

Fonte:

Nesta segunda (11), Cuiabá registrou mais 7 casos confirmados e já chega a 192 o número de infectados, sendo que 46 são de não residentes, mas que estão sendo atendidos na capital. Destes, 118 já estão recuperados da doença e houve dois óbitos de residentes e três de não residentes.

Na rede hospitalar há 34 pacientes confirmados com Covid-19 internados, sendo 22 na UTI e 12 em enfermaria. Também estão internados 26 pacientes com suspeita da doença, sendo 11 na UTI e 15 em enfermaria.

Das 19 vítimas fatais pelo Covid, apenas duas foram na capital. A última vítima fatal em Cuiabá foi registrada há 10 dias, com a morte do enfermeiro Athaide Celestino da Silva de 63 anos.

Matéria continua após a publicidade

O bairro com o maior número de infectados, conforme o mapa divulgado pela Prefeitura, é o Jardim Imperial, com 11 casos. Os bairros Jardim Vitória, Jardim Itália, Bosque da Saúde, Bandeirantes e Duque de Caixas têm entre cinco e seis casos.

Em seguida, vem Residencial Paiaguás, Alvorada, Dom Aquino, Altos do Coxipó, Parque Atalaia e Pedra 90, com uma média de três a quatro casos. Nos demais bairros, a média é de um e dois casos. A região do Morada da Serra (CPA), onde estão concentrados mais de 30 bairros têm o registro de 11 casos.

Conforme os dados divulgados nos últimos dias, a curva de evolução do Covid-19 segue equilibrada em Cuiabá. Embora as previsões apontassem para uma verticalização de novos casos neste mês de maio, os números apontam que a situação está sob controle. A rede hospitalar regional conta com número vasto de leitos disponíveis.

Foram 183 casos notificados de COVID-19 em residentes em Cuiabá até 9 de maio, indicando crescimento de cerca de 29,8% (42 casos) na última semana ou 6 casos/dia, o dobro de casos diários do observado na semana anterior (3 casos/dia). Até 9 de maio, dos casos de COVID-19 de Mato Grosso, 36,5% foram de residentes na capital. A taxa de incidência foi de 29,8 casos/100.000 habitantes, bem mais elevada que a incidência em Mato Grosso (14,2/100.000 habitantes), contudo inferior à taxa de incidência no Brasil que foi 73,6/100.000.

Desde a notificação do primeiro caso em 14 de março, foram registrados cinco óbitos em Cuiabá, contudo três eram residentes em outros municípios (Rio de Janeiro-RJ, Várzea Grande-MT e Querência-MT) e dois residentes na capital. Desta forma a taxa de letalidade em residentes em Cuiabá é de 1,1%, abaixo da taxa do estado (3,1%). Em 9 de maio, cerca de 63,4% dos casos encontravam-se recuperados e os demais em monitoramento.

A taxa de internação no período foi de 24,5%, com tempo médio de hospitalização de 6,8 dias. Entre os internados (45), dezoito (40%) ocuparam leitos de UTI e treze fizeram uso de suporte ventilatório.

Entre os casos confirmados de Covid-19 residentes em Cuiabá (183) a maioria (112; 61,9%) é do sexo feminino e pouco mais da metade (54,2%) era de cor-raça preta/parda.

Observa-se a ampliação da distribuição geográfica dos casos, tendo em vista que dos 125 bairros da capital, 73 (60%) registraram casos de coronavírus, sendo que na semana anterior (02 de maio) havia 65 bairros atingidos. Cerca de 39% dos casos encontram-se nos bairros Jardim Imperial (11), Morada da Serra (11), Centro (8), Jardim das Américas (7), Jardim Itália (7), Bosque da Saúde (6), Goiabeiras (6), Duque de Caxias (5), Jardim Vitória (5) e Santa Rosa (5).