Comércio de Cuiabá fecha as portas e clientes fazem fila na porta de supermercado

Fonte:

Uma fila de clientes se formou em frente a um mercado localizado na Rua Barão de Melgaço, na região central de Cuiabá, neste sábado, um dia após o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) decretar o fechamento de todos os estabelecimentos comerciais para tentar evitar a proliferação do coronavírus.

Para evitar aglomeração, o mercado limitou a quantidade de pessoas dentro do estabelecimento. Além disso, muitos clientes estão fazendo compras para evitar sair no período de pandemia do coronavírus.

Em Mato Grosso, foram registrados dois casos por Covid-19. Tem 73 casos suspeitos sob investigação.

Matéria continua após a publicidade

No entanto, a maioria dos comércios já fecharam as portas neste sábado.

O decreto determinou o fechamento do comércio por duas semanas. O decreto determina o fechamento de estabelecimentos, como shoppings centers, restaurantes, bares, lanchonetes, templos, igrejas, academias, clubes, feiras livres e exposições.

O transporte coletivo também foi suspenso, a partir de segunda-feira (23).

Em Cuiabá, houve comerciantes que esvaziaram as prateleiras por medo de furtos durante o período em que as portas estiverem fechadas.

Já os postos de combustíveis devem funcionar de segunda a sábado, das 7 horas às 19 horas, exceto feriados.

Ficam abertos apenas hospitais, supermercados, postos de combustíveis e farmácias também.

Os serviços delivery de restaurantes e lanchonetes estão permitidos.