Carlos Fávaro deve ser empossado como senador nesta sexta-feira

Fonte:

O ex-vice-governador de Mato Grosso, Carlos Fávaro, deve ser empossado nesta sexta-feira (17) como senador da República no lugar de Selma Arruda que teve o mandado cassado pela Justiça Eleitoral.

A posse deve ocorrer depois do despacho do presidente do Tribunal Regional Eleitora (TRE-MT), desembargador Gilberto Giraldelli, que analisa o requerimento de diplomação encaminhado por Fávaro à corte eleitoral nesta quarta-feira (16).

Giraldelli informou, por meio de sua assessoria, que analisará o documento “com a maior brevidade possível”. As chances dele rejeitar o pedido são quase nulas, já que Fávaro está respaldo por uma decisão liminar do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, que lhe concedeu a vaga ao senado.

Matéria continua após a publicidade

A reportagem também apurou que Giraldelli deve conceder a diplomação nesta quinta (16) e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, deve empossar Fávaro nesta sexta.

Fávaro assume no lugar de Selma que foi cassada em dezembro do ano passado pela Superior Tribunal Eleitoral (TSE) pelos crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico na eleição de 2018.

Mesmo cassada, Selma seguia com todos os benefícios dos senadores em pleno exercício do mandato, como apartamento funcional em Brasília e salário mensal de R$ 33,7 mil. Essa situação se arrastou por cinco mesmos até a Mesa Diretora do Senado reconhecer a perda do mandato da juíza aposentada e declarar a vacância do cargo.

Fávaro foi o terceiro mais votado durante a eleição ao Senado em outubro de 2018. Ele deve ficar no lugar de Selma até o TRE fazer uma nova eleição suplementar em Mato Grosso, que deveria ocorrer no dia 26 deste mês, mas foi adiada por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Não há previsão de data para o novo pleito.

Fonte: G1 MT