Câmeras de monitoramento do Ciosp começam a operar na capital

Fonte: Cuiabá 300

Quarenta e quatro funcionários terceirizados começaram a operar, nesta segunda-feira (13.02), as câmeras do serviço de videomonitoramento do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). Os novos operadores vão monitorar as 105 câmeras instaladas em Cuiabá e Várzea Grande. Eles serão divididos em quatro turnos (manhã, tarde, noite e madrugada) de seis horas diárias.

Para atuar no videomonitoramento, os novos operadores passaram por três processos seletivos, sendo o primeiro por seleção de perfil psicológico, a qual uma empresa contratada foi responsável por selecionar os perfis adequados para trabalhar com videomonitoramento.

O segundo, foi a realização de uma investigação da vida social, feita pelo setor de inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e, por último, um treinamento de 60 horas, dividido em aulas teóricas e práticas, lecionados pelos servidores da Segurança Pública nas mais diversas áreas como Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Judiciária Civil. 

Matéria continua após a publicidade

Os servidores efetivos que trabalhavam no videomonitoramento continuarão no setor como supervisores dos novos operadores e em outras áreas do Ciosp, reforçando o quadro de funcionários da central. 

O coordenador do Ciosp, tenente-coronel BM João Rainho Júnior, disse que os novos operadores vão acompanhar o dia a dia das vias públicas, monitorar atitudes suspeitas e as ocorrências atendidas pelas forças de Segurança Pública.

Produtividade

O videomonitoramento do Ciosp auxilia as forças de segurança na prevenção de ações criminosas, facilita a identificação dos infratores, ajuda para a redução no índice de criminalidade e registra imagens para posterior serviço de investigação.

Só no ano de 2016, foram registradas 547 ocorrências pelo setor do videomonitoramento. As ocorrências mais capturadas pelas câmeras do Ciosp foram de acidentes de trânsito com e sem vítima, manifestação pública, abordagem e averiguação a pessoas e veículos. 

O sistema começou a operar em 2007, quando a Sesp instalou nove câmeras na região central de Cuiabá. Após dois anos, o uso da tecnologia foi expandido para outros pontos da capital e se estendeu até Várzea Grande, totalizando 63 câmeras em funcionamento.

A escolha de Cuiabá como uma das cidades-sedes dos jogos da Copa do Mundo 2014 deu à Secretaria de Segurança Pública mais uma oportunidade de ampliar o número de câmeras em Cuiabá e Várzea Grande.