Atingidas pela crise, lojas de shoppings fecham as portas em Cuiabá

Fonte:

Além das vidas perdidas, a pandemia do novo coronavírus trouxe com ela dificuldades para diversas empresas. Os efeitos, em escala maior, começam a ser sentidos neste segundo semestre de maio. Algumas empresas já anunciam que não irão reabrir as portas, mesmo após tudo ser restabelecido. Algumas delas estão localizadas em shoppings de Cuiabá.

Uma das que decidiu encerrar suas atividades no Shopping Pantanal foi a Divino Fogão. “Em decorrer desta situação que estamos vivenciando, acompanhando toda a “alta de  complacência por parte do shopping, vendo o posicionamento do prefeito que não nos dá nenhuma resposta e sabendo que a retomada ainda será lenta (quando acontecer), hoje 18 famílias ficaram sem o seu sustento”, disse a empresa em comunicado.

“Fizemos as contas e pelo prejuízo já adquirido nesses 2 meses, além dos valores ainda a pagar, decidimos que o momento de fechar as portas era agora! Desejamos a todos os lojistas, força e fé para essa caminhada! Deus os abençoe”, completa a nota.

Matéria continua após a publicidade

Outro que não deve retornar, só que este no Goiabeiras Shopping, é o Di Parma, que também foi atingido pelos efeitos da crise. O Confrade seria outro que estaria com bastante dificuldades e correndo riscos de fechar.

As empresas, principalmente bares e restaurantes, têm sofrido com o fechamento imposto pela prefeitura de Cuiabá, na tentativa de conter o avanço do novo coronavírus. Por enquanto, estão autorizadas apenas a fazer o sistema passe e pegue e delivery.

Cuiabá é a cidade com o maior número casos confirmados do novo coronavírus, são 265 dos 857 do Estado.

Fonte: Olhar Direto