Astrônomo que morou em MT explica fenômeno do eclipse lunar total nas Américas

Fonte:

O continente americano vai assistir na noite deste domingo (15), um eclipse total da lua. O fenômeno poderá ser observado a olho nu em Mato Grosso, desde que não haja chuva e o céu não esteja nublado. O eclipse desperta a atenção de astrônomos do mundo inteiro e aguça a mente dos supersticiosos que se intrigam com o fato.

Entre aqueles que estudam o evento, Eduardo Baldaci, um astrônomo amador que viveu em Mato Grosso e hoje mora na Flórida aguarda com expectativa para mais uma observação. Em entrevista ao Brazilian Times, ele explicou detalhes sobre o fenômeno que vai acontecer neste domingo a partir das 20h32, horário da Costa Leste dos EUA (o mesmo horário de MT).

Para quem gosta de eclipse, é bom ficar atento ao horário. A lua vai começar a entrar na penumbra às 20h32 deste domingo. Nesse horário a magnitude ainda é mínima, porém, de 22h30 até 23h15 será o ápice do eclipse. Se o tempo estiver bom, sem chuva, será possível apreciar a bela lua em tom completamente cinza escuro ou em tom vermelho chumbo. O fenômeno tem duração de 50 minutos aproximadamente. A 1h50 da madrugada de segunda-feira acaba o eclipse total. Baldaci garante que será um evento bonito de se ver.

Matéria continua após a publicidade

Baldaci explica que “geralmente existem dois eclipses lunares e dois solares a cada ano. O eclipse da lua é quando ela passa no cone da sombra da terra projetada no espaço. Nessa passagem, a lua poderá se transformar em uma cor cinza muito escuro ou vermelho chumbo. Essa cor varia porque depende se houve alguma atividade vulcânica em algum lugar do planeta e as partículas que ficam na atmosfera vão alterar essa cor do fenômeno. É importante ressaltar que a luz do sol é projetada na atmosfera da terra e reflete na lua, portanto, se tiverem muitas partículas pairando na estratosfera vai alterar a cor do eclipse. Os astrônomos observam para ver como estão essas partículas suspensas na estratosfera”.

Eduardo Baldaci
Eduardo Baldaci

O eclipse que vai acontecer no domingo dia 15, é um eclipse lunar total. O fenômeno pode ser visto a olho nu. Baldaci adverte que, o eclipse solar não pode ser visto a olho nu, mas o lunar sim. O astrônomo está preparado para fazer uma transmissão ao vivo, pelo Facebook, desse espetáculo da natureza.

O astrônomo que também é pastor convida as pessoas a darem uma olhadinha para o céu. Ele ressalta a importância de as pessoas estarem informadas para não serem pegas de surpresa e caírem em teorias conspiratórias de que ‘é o fim do mundo porque a lua poderá estar vermelha’. “Apesar da minha formação em Teologia, eu não embarco nessas teorias conspirativas apocalípticas igual a todo mundo. A ciência me ajudou a ter uma mente muito crítica. Então esse é um eclipse a mais. Ou seja, é um fenômeno natural que vai acontecer”.

‘Não é o fim do mundo’

Baldaci adverte que o eclipse é um fenômeno natural e não trata-se de nenhum mal agouro. “Não é a ira dos deuses, nem o fim do mundo, não tem a ver com a guerra na Ucrânia, é apenas um eclipse”.

O eclipse lunar total acontece todo ano, porém, só é visível em alguma parte do planeta. No ano de 2022 as Américas foram contempladas com este belo espetáculo. Para concluir, Baldaci faz um alerta: “Quem perder este ano, somente poderá apreciar outro eclipse desta magnitude em março de 2025”.

Esteve em Mato Grosso

Quando morou em Mato Grosso, Baldaci criou um observatório, o SPACE, cujo nome é um acróstico que significa: Sociedade para o Progresso da Astronomia, Cidadania e Educação. Tinha como objetivo levar a astronomia às ruas e à sociedade. Baldaci é pastor, Bacharel em Teologia e procura unir a fé com a ciência.

Seu interesse pela astronomia vem desde a tenra infância, quando tinha aproximadamente três anos de idade. Fala com orgulho que assistiu a subida do homem à lua, com o seu pai, pela TV em preto e branco. Apesar da pouca idade, sempre demonstrou interesse pelas coisas do céu, tanto no âmbito astronômico quanto divinas.

Eduardo Baldaci se dedica a observar o céu fazendo buscas por cometas, estrelas novas e astrofotografia do céu profundo.

Fique ligado!

O que vai acontecer: Eclipse lunar total
Quando? Domingo dia 15 de maio às 22h30, horário da Costa Leste dos EUA
Onde? Em todas as Américas
Os interessados também podem acompanhar a transmissão ao vivo do astrônomo Eduardo Baldaci, pelo facebook: Facebook@eduardobaldaci
Email:: eduardo@baldaci.com
Site: www.baldaci.com