Associações pedem a reabertura imediata dos shoppings de Cuiabá

Fonte:

Representantes do comércio e lojistas dos shoppings centers de Cuiabá vão encaminhar ofícios ao prefeito Emanuel Pinheiro e ao Ministério Público Estadual, pedindo a reabertura dos empreendimentos.

“Os empresários estão deixando de vender na segunda data mais importante do varejo, o Dia das Mães, e precisam retomar as atividades o quanto antes”, destacou o presidente da Associação Comercial de Cuiabá (ACC) e da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat), Jonas Alves.

Ele lembrou que a pandemia está instalada no mundo e não terá solução tão rápida, e que por essa razão, as pessoas e as empresas terão que se adaptar, seguindo os protocolos já estabelecidos.

Matéria continua após a publicidade

“O setor empresarial não pode ficar parado esperando a pandemia passar para reabrir os negócios. Além da saúde das pessoas, também é fundamental olhar pela saúde das empresas”, pontua Jonas.

“É um sofrimento e uma angústia ter as nossas lojas fechadas, com funcionários em casa, outros sendo dispensados, as contas vencendo e não temos nenhum respaldo do poder público. É preciso que todos juntos tomem uma atitude para evitar a quebradeira geral das empresas”, desabafou o empresário Antonio Luiz Menegassi.

O presidente da CDL Cuiabá, Nelson Soares, destacou a importante da conversa para as entidades seguirem na direção desejada pelos lojistas de shopping.

“A nossa proposta inicial era de que os shoppings tivessem aberto no dia 04 de maio. O encontro foi fundamental para ouvirmos os lojistas, termos um norte e definir o que fazer. Vamos encaminhar os ofícios com o que está acontecendo no setor, principalmente pela garantia dos empregos e da vida financeira das lojas. Estamos dispostos a cumprir todas as regras, mas não podemos ficar fechados”.

“Prejuízo grande”

Por fim, o presidente da Fecomércio, José Wenceslau de Souza Júnior, ressaltou que o assunto já foi debatido com o prefeito Emanuel Pinheiro e, mesmo com todos os cuidados e medidas preventivas dos shoppings, até o momento não foi dado um posicionamento.

“O prejuízo é grande para os shoppings com o fechamento para o Dia das Mães, mas as entidades estão unidas, desde a retomada do comércio de rua, no dia 27 de abril, e nesse momento é importante também a união dos lojistas, para continuar a luta pela reabertura das atividades”, finalizou.

Após o envio dos ofícios, as entidades empresariais ficaram de agendar reuniões para a próxima semana com o prefeito de Cuiabá e o Ministério Público Estadual para deliberar sobre o assunto. (Com Assessoria)